sábado, 28 de maio de 2016

Programas no feriado

Meninas,
Gracas a D'us muitas das leitoras que aqui passaram ja sao maes, entao vou fazer uma lista rapida de programas bacanas com as criancas aqui em SP.
Tem varias pecas em cartaz como "pedro e o lobo", " tres porquinhos", chapeuzinho vermelho".
Fomos na peca "o jacare" - Teatro honda hall - e que tem curtissima temporada. Ah, e é uma das pecas mas em conta, e a Beatriz amouuuuu.
Tbm fomos no teatro da "galinha pintadinha" no teatro net e a Bia gostou muito. So achei um programa caro, na hipotese dos dois pais pagarem inteira fica bem salgado.
Ouvi falar da galeria do Gustavo Rosa. Ainda nao fui mas quero levar.
Museu catavento cultural ja falei varias vezes aqui, e volto a falar: vale MUITO a pena.
Zoologico e simba safari, deixem para ir quando o tempo esquentar um pouco.
O mesmo para a cia dos bichos, que adorei, mas tambem é um programa caro se os dois pais pagarem inteira.

Tem o borboletario aguias da serra, mas é longe e ainda nao fui. E precisa de tempo ensolarado e seco para ver as borboletas.

No cinema esta passando Peppa pig num horario tenebroso (13:30), mas vamos ver, obvio. Be tbm ja viu zootopia, que adorou. Aguardamos o "encontrando Dory" lancar agora nas ferias.

Com as ferias, os shopping sempre tem atracoes que divertem e entretem as criancas entao sempre entrem nos sites para ver.

O tempo aqui esta encruado no feriado, mas parques sempre sao boas atracoes. O parque do povo tem um teatro anexo (na primeira entrada apos o milk mellow) com pecas legais e gratuitas, alem de um pula pula tambem gratuito. E o parquinho de la é todo novinho, piso antiimpacto, uma graca.
O do ibirapuera é mais roots, mas tem zilhoes de brinquedos entao por mais cheio que esteja sempre tem balanca disponivel, o que nem sempre acontece no parque do povo.

Esses programas sao os que estamos fazendo com a Bia, que agora esta com 2anos e 5 meses.


quarta-feira, 18 de maio de 2016

Um ano

"Thais, você está com câncer e deve operar o quanto antes"
Já faz um ano que ouvi essas palavras do Dr Paulo Pontes, quando descobri um câncer de tireoide. Depois que ele viu que fiquei branca como papel, ele logo emendou que "se for ter um câncer, que seja de tireoide, é um câncer bonzinho!"
Me lembro como se fosse ontem: Acabou a consulta, descemos para buscar o carro e eu mantinha a minha cara blasé, ao lado do marido. Mas olhava a sena madureira e a vontade era de sair correndo, correndo, sentindo o vento bater no rosto, e fugir de tudo aquilo, daquele momento, da minha vida. Para o onibus que quero descer!!!
Mas não desci, enfrentei.
"Dr, faça o que tiver que fazer para que eu possa ver minha filha crescer", respondi.
Avisei poucas pessoas, em uma semana apos o diagnostico eu estava operada e graças a D'us e a muitas orações, não foi necessario o tratamento. O tumor estava encapsulado. Sorte pura!
Algumas poucas pessoas foram me ver no hospital, as quais sempre serei grata pelo carinho, e em poucos meses eu ja estava normalizada.
Esse ano passou com outro sabor.
E agora comemoro um ano do diagnostico, um ano daquela semana terrivel, onde tive medo de nao ver minha filha crescer.
Mas a vejo, todos os dias, crescer uma menina inteligente e saudavel.
E agradeco a D'us pelos pequenos milagres diarios.
Nesse ano amei muito, quem se mostrou merecedor do meu amor.
Ri muito, cada piada e historia que valia a pena.
Viajei para cada canto que me foi permitido.
Fui ao cinema, tomei sorvete, provei todas as capsulas da nespresso, 5 sabores de cheesecake, fiz pão sem gluten, comprei a batedeira que queria, aprendi a costurar.

Nesse ano, vivi a vida sem medo.
Deixei de lado quem não quis me acompanhar.
Descobri que a vida é doce, mas é curta. Ela se esvai entre os dedos, se vc não segurar firme. Ela é fragil demais, fulgaz demais, breve demais.
Não a desperdice.
Lute pelos seus sonhos.
Viva cada milagre.
Curta cada pequena vitoria.
A vida esta nos olhos de quem sabe viver.

Feliz um ano de vida nova.

terça-feira, 10 de maio de 2016

Rompendo ciclos

Bem meninas, para quem me acompanha no insta (lindo.laco) sabe que eu estou trabalhando que nem doida (gracas ao bom D'us!!) e fazendo vestidinhos. Futuramente, tambem camisas!!!
E com isso estou bem afastada do blog.
Mas nao foi so isso, tive alguns problemas pessoais que me fizeram afastar.
Minha mae, que ja é infartada, teve um piripaque dia desses. Tenho as duas avos vivas. A avo do meu pai esta otima. 92 anos, ativa, ainda advoga. Nao nos da trabalho nenhum, so quando temos que nos deslocar para prestigiar suas homenagens e recebimentos de medalhas. Minha avo tem ate chave de cidade!!!
Mas a mae da minha mae, quem me ensinou tudo o que sou e tudo o que sei, esta doentinha. Ela morava numa casa no bairro do brooklin na minha infancia. Passava as ferias na casa dela, era o maximo. Minha mae tinha que trabalhar nas ferias (professores trabalham uma semana depois e duas antes das nossas ferias) e entao ficavamos ali. Não tinhamos grandes programas. O maior programa era estar ali. Ela costurava, bordava, pintava, cozinhava. E tinhamos o quintal com grama, arvores, flores. Ela era baixinha, estava sempre arrumada, perfumada, bem vestida. Era uma pessoa extremamente agradavel, sorridente, educada. Falava baixo, era culta e extremamente amorosa, carinhosa. Fazia carinho na gente, dava beijo, abraco, colo. Aprendi a cozinhar com ela. A pintar pano de prato, com ela. A costurar, a bordar. Aprendemos a xingar em arabe. Ela era filha de libaneses, e escutava sempre as historias que ela contava dos pais, dos tios, da casa linda que meu bisavo Nagib deixou em Beiruth.
... Hoje, na cadeira de rodas, de fraldas, e sem consciencia alguma das coisas. Fica ali, sentada, caindo para os lados, com aquele olhar fixo no nada, e aquele sorriso de quem a vida toda foi agradavel. Ja nao sabe o nome dela, o nome das cuidadoras, das filhas, das netas. Sequer sabe dizer que tem tres filhos, cinco netos e uma bisneta. Sabe apenas que existe um menino na familia - a Beatriz.
Conviver com ela te deixa para baixo. E conviver com os problemas referentes a todo o universo de uma idosa doente, destroi qualquer pessoa. E esta corroendo, destruindo, a minha mae.
E apos esse piripaque, ela teve que ficar em sao paulo por ordens medicas, e achamos melhor isolar ela do mundo aqui, em casa.
Cada vez que visito minha avo com Beatriz, percebo as curvas crescentes e decrescentes. A cada semana, Beatriz fala mais, danca mais, entende mais. Beatriz esta crescente, desenvolvendo-se, aprendendo.
E noto que a cada novo aprendizado de Beatriz, minha avo recolhe-se mais e mais. Mais curvada, mais ausente, mais dependente. Sempre penso naquele filme "O estranho caso de Benjamim", e saio de la com o sorriso nos labios e o coracao sangrando.
Alias, ja estou chorando.
Ja fazem uns 4 anos que fiz um kibe assado e juntou agua. Nunca tinha acontecido isso. Peguei o telefone e disquei na casa da minha avo, como sempre fiz. E antes de atender, me dei conta de que ela não poderia mais me ajudar. Naquele dia, ha quatro anos atras, percebi que a minha avo tinha morrido. Ela ja nao esta com a gente ja faz anos, mas a presenca ausente dela é de matar qualquer um.
E esta matando a minha mae.
E resolvemos deixa-la na ilha "casa da Thais" por dez dias. E minha mae ficou aqui, minha hospede prisioneira. Para Beatriz, foi o maximo. Ela aproveitou muito muito muito a presenca da avo.
Inclusive nos tambem aproveitamos, porque conseguimos sair para jantar num dia desses.
Para mim, foi excelente. Com minha mae morando aqui esses dez dias, ela pode sentir o que é a rotina da minha casa. Como vivemos. Nesses dez anos de casado, ela percebe muita coisa, mas vivendo aqui ela pode entender o que somos e como vivemos.
E estou escrevendo tudo isso por uma coisa que o ma acabou de me falar...
Num dia desses, numa birra da Bia, a Bia disse NAO. E logo depois disse: quero fazer xixi.
Entao eu disse a ela: NAO. E ela arregalou os olhos, e eu logo disse: viu? mamae sempre te trata com docura e vc deve tratar a mamae com docura. Se vc fizer feio com a mamae, é assim que a mamae vai fazer com voce. E peguei-a no colo, dei um abraco e fomos fazer xixi.
Enquanto estavamos no banheiro, minha mae chorou na mesa. Soube disso hoje.
Ela disse para o Ma que ela nao foi uma mae amorosa para nos. E que hoje sou para a Bia. E que ela se arrepende de nao ter sido assim conosco, mas que me admira por estar sendo uma boa mae.
Fiquei muito, muito feliz por peceber estar no caminho certo.
Por estar conseguindo romper o ciclo.
Obvio que tenho meus momentos. Que tento educar, e muitas vezes acabo sendo dura com ela. Fui educada assim e acredito que essa seja uma forma eficaz. Mas quando me bate a consciencia, amoleco e falo com docura e tento dar para Beatriz todo o carinho que sinto falta.
As maes que me leem, espero que possam fazer diferente. Espero que cada uma encontre em si os instrumentos para mudar o rumo de suas vidas, de romper os ciclos.
Boa semana!

terça-feira, 3 de maio de 2016

Aumentando a familia

Bem, meninas....

No inicio do ano comentei que gostaria de aumentar a familia, ne?
Entao...
A verdade é que dentre os meus sonhos intimos, eu sempre sonhei em ter filhos. E mesmo tendo uma filha linda, perfeita, inteligente, alegre, carismatica e cheia de saude, eu sonhava em ter filhos naturalmente. Filhos de uma noite de sexo selvagem, de sexo gostoso, de uma noite romantica.
Atrasar a mestruacao, desconfiar, sentir os sintomas, confirmar.
Nos meus sonhos mais intimos, sonhava em curtir so eu, sozinha, essa gravidez por uma semana. nao contaria nem para o marido. Meu bebe.
E D'us sempre tao generoso comigo...
Tenho uma casa linda, um marido que me ama, uma casa confortavel, uma filha que dispensa comentarios. Sim, eu sonhava com isso.

No mes de janeiro, voltei na dra Dani. Ela pediu alguns exames, e sai de la tomando minhas vitaminas. Como sou gato escaldado, ja as tinha comprado nos estados unidos em minha ultima viagem. Marido ainda resistia tomar o vitergan, mas eu sempre tomando minhas vitaminazinhas, turbinando os ovulos. E vai mes, vem mes, meu segredo comigo.
A nossa vida sexual nao é mais aquela maravilha, entao nem todos os meses eu tinha a sorte de namorar no dia (ou perto dele). Inclusive nesse ano, o marido andou viajando muito a trabalho, e sempre nas datas mais especiais do ciclo. Como eu ainda estava tomando as vitaminas, nem me preocupei.
Passado os tres meses de vitaminas, nada do maridon fazer os exames dele: um espermograma e um teste de fragmentacao. Fiz os 137393736 exames, ate encontrei um nodulo na mama, e nada dele fazer o exame dele.
Por fim, ele fez, mas nao tinha a senha para buscar. "O laboratorio me manda por email". rsrsrsrsrsrs So no mundo dele. Ok, ok. Aguardei.
Mas nesse mes, namoramos justamente no dia. E dois dias depois. E eu senti alguma coisa. Senti fisgadas. Sim, eu ovulei bem no dia do meio, entre as duas namoradas. E contei para Mari SSA, aquele poço de serenidade e tranquilidade, que apenas me disse: "Thai, agradeça"
E agradeci. E conversei. E rezei, E pedi. Sim pedi. Pedi porque me senti no direito. Pedi porque sinto que é a hora. Pedi porque não quero Beatriz sozinha nesse mundo. Pedi porque Beatriz tem a alma generosa, a indole boa, e não quero ve-la desprotegida. Se não posso dar primos, darei irmaos. Familia é tudo.
Nos meus sonhos intimos, tenho tres filhos. Duas meninas e um menino, para saber como é o mundo dos meninos.
Sim, sonho alto.
Pedi, pedi mesmo.
E se passaram os dias, e senti outra fisgada. Embriao se fixando. Nidacao.
E guardei meu segredo, dividido apenas entre mim e Mari.
No sabado, estavamos numa festinha no interior, e Beatriz quis fazer xixi. Levei-a para dentro da casa, no lavabo, e logo apos ela ter feito xixi, eu tbm fui fazer. E quando abaixei a calcinha, Beatriz disparou: "mamae, sua calcinha esta suja"
Inclusive ela saiu contando para as pessoas aquele fato: a calcinha da mamae esta suja!!! rsrsrsrsrsrs
Sai do banheiro com a bexiga vazia e um sonho desfeito. Mestruei.
Achei que eu nao sofreria mais. Mas sempre vou sofrer. Sonhei por doze dias, e foi bom demais sonhar. Conversei com D'us, senti meu corpo, sonhei, sonhei, sonhei. Mas nao foi dessa vez.
Nada é como a dor de um negativo. Mas saber que criei meu castelinho, e uma onda desabou tudo.
Fiquei muito chateada.
Ci, Amanda e Ce: sei que vcs devem estar se pensando: Mas ela nao falou nada!!!
Nao, nao falei nada.
Esse é o momento da Amanda, eu tenho a certeza de que a hora dela chegou, e eu realmente quis curtir esse "bebe" sozinha.
Nao se sintam traidas, por favor.

Vida que segue, resolvi cobrar o marido do resultado dele. Afinal, sera que tenho condicoes de sonhar? E o bonito me manda o resultado do pior exame que ja fez... Dra pediu que refizesse o exame. E agora vou aguardar o bonito refazer....

O espermograma mede alguns parametros;
O volume e a concentracao, que quando aquem dos parametros, dificultam, mas nao impedem nada.
Do volume de 1,5 a 5 o dele deu 2
Da concentracao maior de 15, a dele deu 10
Ph mais acido do que deveria
Motilidade que deveria ser maior que 40, deu 30
E dai a tragedia..... O Kruger.... Santo Kruger... Maldito Kruger.... o fdp do Kruger....Ok que ele nunca teve muitos As, mas os Bs compensavam.....
a - 0%
b - 10%
c - 20%
d - 70%

E se vc ainda nao se jogou da ponte, ainda tem a morfologia.... que espera que mais de 4% sejam ovais. E os espermatozoides dele tem 1% de ovais.

Basicamente: ele tem pouco esperma. Nesse esperma, moram menos espermatozoides que o desejado, em ambiente mais acido do que deveria.
Quando se observa os espermatozoides, apenas 1% sao bonitos, com cabecas ovais e um rabinho. 99% sao cabecas feias, duas cabecas, dois rabos, sem rabo.
Nenhum saiu correndo feliz, para frente;
30% saiu andando, para os lados, para tras...
E 70% ficaram parados, lendo jornal ou dormindo.

Uma IA nao seria indicada pois sao muitos imperfeitos;
Uma FIV seria indicada com ICSI e muita sorte.

Dra achou melhor refazer o exame, para ter certeza da situacao. E me perguntou: "Thais, o que imaginam fazer?"

Eu quero dar irmaos para Beatriz. E darei. Se serei mãe dos tres, se um dia vou esperimentar a minha gestacao "natural", "acidental", não sei. Nesse momento, ela fica apenas num sonho muito, muito distante. Sonho que ja nem sei se devo sonhar nesse momento.

Mas serei mae novamente.

Ah, mas tem que ser por FIV.
Ok.
Sei os caminhos.
Conheco uma medica boa pra caralho.
Ja passei por isso.
Vai dar certo. Se vai ser na primeira, na segunda, na terceira, eu não sei. Mas vai dar certo.

Ja acionei o advogado, vamos acionar o plano de saude. Ele me explicou por cima que tem os meandros; Agora aguardo o retorno dele com o valor, e vou acionar o plano.

Estou de volta, meninas! Ainda esse ano, vou encarar uma FIV.