quinta-feira, 26 de março de 2015

Lacinhos

Meninas,
como a maioria sabe, estou amando ser mãe de menina.
Emboneco a Bê, tomamos chá da tarde, uso vestidos linnndos para ficar em casa....
E agora que ela já tem cabelo, estou na fase dos lacinhos.
Quando ela começou na escola, peguei uns lindos no petshop, mas toda vez que ia arrancar o lacinho, vinha junto um chumaço de cabelos, coitada. Dai comprei uns tictac, que não param. O que ficava mesmo eram umas presilhas que comprei na Carters, mas não tinha nada que combinasse com o uniforme, vermelho.
Resolvi fazer.
baixei uns tutoriais, fiz um, dois, e estou completamente viciada.
Ja fiz vaaarios lacinhos, agora vou na 25 comprar tiaras.

Os lacinhos mais bonitos saíram com a fita de gorgurão. Dá para fazer com a fita de cetim, mas esse passo a passo foi feito com gorgurão de 1,5cm.

Voce vai precisar:
70cm fita gorgurão
cola quente
barbante
tesoura
tic tac ou presilha tipo bico de pato
vela e fosforos

Faça o laço como na foto. Não basta virar, tem que fazer essa curva, deixar esse gordinho arrebitado.

 Vai fazendo lado de cá, lado de lá, de forma que faça um X.
 Ao todo, tres voltas de cada lado, todas com o trocadilho, porque a beleza do laço esta no volume na cabeça.
 Quando terminar, passe o barbante dessa forma: uma volta e então amarra atras com um nó.
Corta o barbante e corta a fita.

Com o que sobrou da fita, dê um nó bem apertado, e então centralize o nó para dar o acabamento. Prenda esse pedacinho de fita com cola quente e corte o que sobrou da fita.

O laço vai ficar assim.

Dai vc prende com a cola quente o laço na presilha, tiara ou tic tac.


Mas Thais, e a vela, criatura?????? Tcharaaaaaammmmmm A vela é a minha invencao mega master!!! Para dar um acabamento mega profissional, vc passa DE LEVE a pontinha da fita que vc cortou na chama da vela. Assim não vai desfiar!!!

Fiz esse modelinho com a fita mais larga, mas não ficou tão legal com três voltas. A fita mais larga fica melhor só com duas voltas... O que achei que ficou legal é esse volume... o laço chapado na cabeça não deu o mesmo ar profissa que o gordinho.


terça-feira, 24 de março de 2015

Quiet book

Computador na UTI, estou com um emprestado do marido.
na verdade, nada me diz que foi ELE quem quebrou meu computador, que estava ligado na tomada (sabe-se-la quantas horas) quando eu fui mexer nele. Ctz que foi o marido.... que não admite, obvio. Motivo pelo qual não o torna bonzinho por me emprestar esse computador, mas humpf, não faz nada alem do esperado.
Ainda nao sei quando meu computador voltara, nem se voltara, nem o valor da facada da UTI. Ai ai.

Nesses dias pensei em 26849 posts!!! mas como não escrevi, esqueci todos os temas!!! kkkkkkkkk sim, essa sou eu!!! Minha memória esta igual a da Dolly, do procurando nemo.

Estou encantada com um livrinho que vi na internet. Mostrei para minha professora de costura  e ela me disse que se chama quiet book. Busquem na internet que vcs vão ver vaaaarias ideias maravilhosas. Isso sim é Ipad! Isso sim é educar, estimular, interagir. ADOREI.
 Vou fazer um livrinho desses para a Be!!!
A empolgação passou em 10 minutos e em 15 descobri duas mocas que fazem os livros e varias outras coisinhas incríveis. É o tal método montessoriano, o mesmo do quarto na altura do bebe. Ate pensei em encomendar o livro para um aniversario que teremos, mas não sei se o livro vem bacana ou vem meia boca. rsrsrsrsrsrsrsrs Medo de passar carão! kkkkkkkkk
Tem um perfil no face super bacana que se chama retalho e amor, de Recife, e faz os livrinhos de forma bem profissional. Dai descobri uma outra moca, que faz os livrinhos mas não me mandou foto de nenhum. Profissional - 100 + 20 de frete. A moca, 60 reais.
Encomendei com a moca, e agora vou aguardar.
Depois conto, e se vier direitinho, divido o contato c vcs!
Bjs

quarta-feira, 18 de março de 2015

Computador quebrou

meninas,
Meu computador quebrou.
Morreu.
Não liga mais.

Levei p consertar, e hj o marido me lembrou que talvez esteja na garantia. Não tem nem 2 anos. Vou levar na Saraiva, parece que eles recebem Mac"s lá.

To arrasada.

Por hora, só no cel....


domingo, 15 de março de 2015

Boa semana!!!

Meninas, acompanho mil perfis e faco parte de uns grupos de maes no face.
ADOROOOO
Nao divulgo o blog porque quem esta aqui é porque procura ajuda, e normalmente vcs se identificam com nomes falsos, porque querem privacidade. E como eu acabo falando muito da minha vida pessoal, acabo eu tambem querendo minha privacidade.
Sou eu, nua e crua no blog, mas meu instagram e meu face é a Thais sociavel. rsrsrsrsrsrs
O fato é que eu venho lendo muitas coisas que ficaram na cabeca e eu estou me questionando sobre mil coisas. Ha um tempo atras, li sobre "ser mae ou ter um filho", que ate postei aqui.
De vez em quando, pintam discussoes sobre "trabalhar ou se dedicar a ser mãe em tempo integral".
O periodo de amamentacao tambem costuma criar boas discussoes, assim como o complemento;
E acho engracadissimas as discussoes sobre parto normal e cesarea.
E dai me pego pensando: como mulher é burra!

A mulher é um ser supremo. Nós transbordamos amor, sabedoria, carinho. Somos duras, guerreiras, batalhadoras. Somos doces, meigas, sensiveis.
Trabalhamos com antagonismos em perfeito equilibrio.
Fazemos malabarismos, das tripas coracao, mas sempre damos conta.
E dai vejo que somos maravilhosas, mas tambem somos más.
Crueis. Julgamos. Criticamos. Falamos mal, fofocamos. Invejamos.
E os homens, aqueles que nao conseguem fazer um terço do que fazemos, vencem nesse quesito: eles se unem. Se protegem. nao se criticam, se acobertam.
A gente compete, critica a outra... Porque sera?
Porque precisamos tanto assim ter a razao??
Minha historia esta aqui, nua e crua. Quem me acompanha sabe que nunca sonhei com o parto normal. Mas tive um parto normal e maravilhoso!
Minha gestacao foi tranquila e saudavel, sem qualquer intercorrencia.
Minha bebe nasceu linda e saudavel, direto para meus bracos.
E dai vem uma corna e solta: "mas vc nao amamentou ate um ano".
Essa é a nossa sociedade...
E depois, outra corna me questiona o porque eu tive babá se nao trabalhava, ou se não é "cedo demais" para colocar a Bê na escolinha.
E haverao sempre mil cornas para me criticar e criticar a todas outras maes...
Dizer que o parto normal e melhor que a cesarea... A que custo? Deixar uma mae agonizando e um bebe em sofrimento? ISSO é parto normal? Viva a cesarea!
Dizer que não deu complemento e amamentou o bebe... Otimo para vc que teve leite, mas e quem não teve? Deixar o bebe chorar de fome é ser mais mãe? Aonde????
Dizer que vc é menos mae porque teve baba, ou que é menos esposa porque não teve? Oi? Quer que eu te mande uns boletos para pagar? Alguem sabe das minhas contas, das minhas opcoes, da minha realidade?

Nao.

Nao sabem. Nem questionam. Apenas apontam o dedo para a outra mae, outra mulher, e julgam. Chega disso... Vamos parar de julgar, de mentir... A maternidade ja e pesada o bastante... Vamos levar a vida mais leve...

Nao tive leite.
Nao sabia como cuidar da minha filha.
Ela chorou muito.
Teve fome ate um mes.
Colica ate os 3.
Acordou a noite toda ate os 6 meses.

Essa é a minha realidade. Acho ridiculo as mulheres que vem ate mim e dizem que tiveram parto normal e foi otimo (po, doi pra caramba meooo), que tinham tanto leite que jorrava, que os bebes nao choravam, que tiraram de letra a maternidade e os bebes nunca tiveram colicas nem acordaram a noite. Aliasssss, sempre dormiram a noite toda.

Porque estou escrevendo isso? Porque sinto uma competicao absurda! E essa competicao nos enfraquecem, criam realidades que nao existem, expectativas que nunca serao atendidas, frustracoes, solidao. Parto normal nao te faz ser melhor mae. Amamentar mais, tampouco. Nao ter tido baba, é uma consequencia de tantas outras conjunturas...
Mae nao é a que gera, é a que cria. A que da amor. A que educa. A que esta presente. A que se dedica. A que nao ama no instante do parto, mas a que ama a cada dia mais e mais.
Nao cedam `as mentiras, nao entrem nessa competicao. Cada uma com sua realidade.
E sejamos felizes dentro da realidade de cada uma.
Boa semana =)

sexta-feira, 13 de março de 2015

A doce maternidade

Terminei o livro.
Algumas pessoas com quem comentei a respeito, disseram que nao gostaram, que acham que o livro é muito frio. Pode ser. O fato e que a gente deve sempre ler, dosar, peneirar e entao alicar o que aprendeu conforme o coracao.
E eu estou adorando a minha nova abordagem. Principalmente a parte de que ela deve cumprimentar as pessoas, que eu devo explicar as coisas para ela de igual para igual, e que eu devo dar um tempo e espaco para ela. Aqui em casa deu tudo certo, e devo admitir que estou vivendo uma das melhores fases ate agora.
Eu amo minha filha, e hoje sei que ela me ama. Ela demonstra nas atitudes, e isso nao tem preco. Realmente, ela e um sonho que se tornou realidade. Cada batalha valeu tanto a pena. Passaria mil vezes os perrengues para te-la comigo.
Quem ainda esta na luta, nao desista, porque vai valer a pena.
Sim, serao exames e exames.
Cada hora uma nova mazela.
Muita ansiedade no tratamento.
Um positivo delicioso, e depois 9 meses de ansiedade e angustia para saber se o bb e perfeito.
Noites em claro, com medo do bb se machucar, afogar, morrer.
Noites em claro porque ele chorou, porque nao chorou, porque dormiu demais, porque nao dormiu.
Mas vale a pena. Vale demais.
Sigam seus sonhos, seu coracao.
Se vc deseja ser mae, lute. Nao sera facil, mas tenha uma fe inabalavel de que vc vai conseguir. D'us é muito bom. Ele é generoso, e jamais colocaria esse desejo de ser mãe em seu coração se Ele não tivesse a certeza de que vc vai conseguir. Voce so precisa passar por uns perrengues para aprender alguma coisa, para a maternidade fazer mais sentido.
Acredite: esse amargo vai sair da boca. Em muito breve, vc estara lendo a parte do blog em que falo sobre maternidade, a doce e tao sonhada maternidade.
Bom fim de semana!

segunda-feira, 9 de março de 2015

Nova leitura

Meninas, estou encantada com meu novo livro:
CRIANCAS FRANCESAS NAO FAZEM MANHA.

Estou gostando e colocando super em pratica. Alguns pontos que achei interessantes:
1 - nao atenda o bebe imediatamente. O RN, quando chora, esta se comunicando. nao quer dizer que ele esta com incomodo.... o que vc precisa pegar ele. Vc deve observa-lo... analisar as necessidades. Isso nao quer dizer para deixar o bebe chorando, e quem acompanha o blog sabe que eu discordo dessa tecnica. Mas precisamos dar espaco para o bebe.
* essa questao de dar esse espaco, de fazer essa pausa, tem varias consequencias. A primeira, é que o bebê vai aprender a se acalmar sozinho. A segunda, que ele vai ficar mais calmo. E a terceira, ele será menos dependente de vc para se acalmar. Com o tempo, quem não quer crianças calmas e independentes? Não estamos falando de bebezinhos frageis, onde dar colo é uma delicia. estamos falando daquelas crianças de 5 anos, impacientes, que não sabem esperar, e que ficam gritando até a mãe dar o que querem imediatamente.
2 - essa pausa deve ser feita a partir de 2-3 meses, para que aos 4 meses, o bebe durma a noite toda sem chamar os pais.
*aqui estou deixando a be chamar um pouco a noite. na primeira noite, chamou por tres minutos. Na segunda, por dois, e essa noite dormiu a noite inteira. Importante: estou dizendo chamar, e nao chorar. Ela nao chorou (buaaaaa) ela chamou (mamae). E mamae estava dormindo. E ela voltou a dormir.
3 - bebes, e criancas, sao gente. Temos algumas tolerancias - seguimos em quase tudo o modelo americano de (des)educacao- com as criancas. Criancas nao precisam falar com adultos, nao precisam dar bom dia, nao precisam comer a comida, podem dar chiliques... na nossa cultura, criancas sao cafe com leite. Na cultura francesa, criancas sao adultos em formacao.
*vamos combinar: deve ser dificil para a crianca saber quando ela pode e quando nao pode... E faz todo o sentido tratar as criancas e bebes como gente. Explicar, falar, conversar com eles. Percebo muito que a Be entende TUDO o que a gente fala com ela, e mesmo ao lado dela. Ela nao interage, nao responde, mas ela sabe, entende o que esta sendo dito. O livro diz para explicarmos tudo para as criancas: vamos dormir, vamos comer, cumprimente a fulana, diga obrigada para a beltrana. Uma crianca educada deve dizer: bom dia, boa noite, por favor e obrigada. Estou colocando isso em pratica. Uma vez que vc considera o bb como gente, vc da a ele uma posicao de igualdade, de forma que ele deve respeitar o adulto e ser respeitado tambem. Veja: estamos todos na mesa do restaurante. Porque a Beatriz teria direitos diferentes de todos nos? Estamos todos sentados, com fome, com tedio, esperando o prato. Porque ela iria poder chorar, gritar e correr pelo restaurante? Aprender a ficar sentada, a esperar, por mais que possa ser considerado precoce - ela é só uma criança - só trará beneficios. Para nos, e para ela.
4 - os franceses tem apenas 4 refeicoes por dia. nao beliscam.
*preciso conversar com minha nutri, porque a linha que seguimos aqui é de 3 horas, e eles seguem lá a de 4 horas. faz muito sentido não beliscar, porque assim a crianca nao come bolacha e bolo, e sim a refeicao. Existe o lanche da tarde, as 16:00, quando normalmente as criancas comem guloseimas. Fica aqui colocado que a crianca esperou o dia todo para comer aquela bala, aquele bolo, ou mesmo o chocolate. De novo, aprender a esperar. Poxa, nos adultos esperamos tanto!! Faz parte do treinamento para a vida saber esperar.
5 - Nao devemos pular etapas de desenvolvimento.
*vcs devem estar achando que esta tudo muito frio e exigente, mas aqui a coisa muda completamente de figura. Criancas sao criancas e devem viver como crianças. Nada de ensinar a nadar, ler, escrever antes da hora. A crianca deve se despertar sozinha, seguido seu proprio ritmo. Nosso modelo americanizado é bastante competitivo, e com isso nos vemos estimulando a criança 24horas/dia. Uma crianca vai aprender a ler e escrever, mas antes ela deve saber falar. Se ela cumprimentar os adultos, e mantiver um dialogo de igual para igual, ela sabera conversar, falar, tera um vocabulário satisfatório, e com isso ler e escrever irão fluir. Guarde a competitividade, deixe a criança ser criança. Mas veja: ser criança nao significa ser selvagem. Crianças não são mal educadas. Não são incontroláveis, barulhentas, birrentas.

Ainda nao acabei o livro rsrsrsrsrsrsrsrs mas posso garantir que a Beatriz esta aprendendo a esperar. Essa noite foi otima, nem uma intervencao, e quando ela comeca a dar os pitis dela, me volto com calma e docura para ela e digo: "filha, aja com educação e calma". Eu não sei se ela me obedece ou apenas conclui "mamãe tá doida", sei que o negocio parece estar funcionando.

Decidi comprar o livro quando percebi que Beatriz estava fazendo birra, gritando e estava a cada dia mais incontrolavel, principalmente em ambientes públicos. Comprei por 15 reais no site das lojas americanas.

Beijos e uma otima semana!!!

segunda-feira, 2 de março de 2015

Vacina dos 15 meses

Essa semana passou muito bem.
Beatriz esta se adaptando cada dia melhor na escola e na rotina nova. O horario de verao nos ajudou, porque ela vinha acordando mais tarde. Estavamos no ciclo: dorme mal-acorda tarde desde o inicio das aulas, e o horario que conseguia chegar na escola era sempre as 9 da manha. A escola nao pega no pé nesse inicio, e como eu nao tenho horario fixo, nao estava apressando a Be. Com o novo horario, antecipamos uma hora, entao nos ajustamos super bem.
Ela esta acordando entre 5:30 e 6:00, o que me da tempo de sobra de me arrumar com calma, deixa-la na escola e ainda me sobra bastante tempo na manha, ate busca-la. Como faco tudo com muuuuita calma, saimos de casa as 7:15/7:30, entao 8:00 ja estou de volta.
O fato de ela estar dormindo bem a noite facilita tudo. Agora esta arriscando alguns cocos na escola, o que tambem indica adaptacao. Aos poucos estamos progrendindo! na verdade, um mes ja se passou, entao se formos analisar, a progressao vem sendo beeeeem rapida.
No sabado dei a vacina de 15 meses, com medo da reacao. Minhas amigas que deram tiveram muita reacao, entao estava alerta. Fui de manha, para que se a febre aparecesse nas primeiras 12horas, ainda seria de dia. Alias, fica a dica: sempre vacino no periodo da manha.
Felizmente, nao houve febre, mal estar ou dor. Dou as vacinas no mesmo laboratorio desde que ela nasceu, o plano cobre todas as vacinas dela, por isso sempre vou no mesmo local. Entao ela tem tratamento VIP. Foram duas enfermeiras a dar as picadas nela, ao mesmo tempo, uma injecao em cada perninha. Muito cuidado e amor com minha princesa, e ela sempre retribui com um sorriso lindo.
Infelizmente nao consegui ir num lancamento de um livro, onde haveria uma contacao de historias. Estava chovendo muito, e nao quis arriscar sair com ela, pegar chuva, ja que a imunidade dela estava baixa por conta da vacina. Foi uma pena.
Me sinto tao bem quando fazemos programas voltados para a beatriz. Gosto de ve-la feliz. Penso sempre que quero que ela se sinta amada, perceba o quanto priorizamos ela.
Mas li dois textos que me fizeram pensar, repensar, e acho ate que me deixaram um pouco confusa. Um texto (http://lounge.obviousmag.org/monica_montone/2015/02/voce-quer-ser-mae-ou-apenas-ter-um-bebe.html) analizava que algumas maes realmente nao nasceram para ser maes. Em suma, diz que existem as que sao maes e as que querem brincar de ser maes.
E para quem acompnhou meu processo materno, vai me encontrar nas duas analises da autora. Eu ja quis o bebe, mas hoje vivo a fase da filha. Nao acredito que seja tudo assim, a ferro e fogo. As pessoas mudam, crescem, evoluem, aprendem.
Depois, me deparei com outro texto: http://www.papodehomem.com.br/a-nova-geracao-de-pais-que-mimam
E me pego questionando, pensando... remoendo.
O texto levanta questoes reais, verdadeiras, das quais concordo, mas algumas repudio. Eu, a LDR (loka da rotina) definitivamente nao estou a fim de negociar refeicoes a qualquer hora, em frente a tv. No entanto, sinto sim a necessidade de elogiar constantemente minha filha. Fiz a opcao de coloca-la na escola, mas confio sim no projeto que a escola e as professoras tem a oferecer. Eles sao profissionais da educacao, enquanto eu sou amadora. Aprendo a custas de acertos e erros...
Todos os textos que venho lendo - e nao sao poucos- sempre me trazem algo de positivo, embora nao acredite que algum autor seja o dono da verdade e diga verdades absolutas e inquestionaveis. Mas todos os textos que li me trouxeram questoes que acho que valem a pena serem revistas.
Por fim, ontem fomos num restaurante. Fomos eu, marido, be e minha irma com meu cunhado. Beatriz nao quis dormir, ficou bastante tempo no carrinho, mas depois de determinada hora ficou complicado mante-la sentada no carrinho. Recorri a galinha pintadinha.
Ainda fico muito incomodada com o poder hipnotizante da galinha;
Curto os momentos de paz e tranquilidade enquanto minha filha esta entretida pela penosa azul, mas ja faz algum tempo que venho me questionando se estou optando pelo caminho facil ou pelo certo. Quando as duvidas batem, sempre penso que o equilibrio  é o caminho a seguir. Equilibrar entre ensinar a ficar quieta, brincar com brinquedos lúdicos, e de vez em quando recorrer a galinha. Por fim, acabou se rendendo ao sono, adormeceu no carrinho.
Fica aqui a minha dica de leitura, e gostaria que me dissessem o que acharam dos dois textos.
beijos e boa semana!