domingo, 16 de novembro de 2014

Minha filha, meu ônus

Essa semana que passou foi bem caotica.
Na verdade, nem a vi passar.
Na semana passada a sogra do empreiteiro faleceu, o que fez com que ele deixasse de vir por quase dez dias. E portanto, ainda que sejam apenas detalhes, a minha casa ainda esta em obras. Ainda tenho marretadas, pó e entra e sai de pedreiro. O calendario nao perdoa e a festa da Bê se aproxima, independete daquilo que eu fechei ou deixei pendente, e eu viajo em três dias. Na quarta feira.
Se tudo isso não bastasse, eu estou sofrendo por deixar minha princesa para tras.
No ano retrasado, o marido programou de em 2013 ir para Dubai assistir a final do campeonato de F1. Nao sei se mencionei, mas ele é super fã. A cada quinze dias, sabados e domingos em casa sao em frente a tv. Ja assisti N filmes e documentarios do Senna, mansel, fitipaldi, hunt e nikki lauda. No ano passado, eu estava de 37 semanas, o que o fez adiar para 2014 a viagem dele. Passou o ano todo convidando algum amigo para ir junto, e coube a mim acompanha-lo. Uma viagem para um pais arabe, para acompanhar uma corrida de F1 nao é o local adequado para uma crianca de um ano. Nunca consideramos de levar a Beatriz.
Quando passamos uma semana em Miami em junho, foi bem tranquilo, e foi quase automatico escalar minha mae para o cargo quando fechamos a viagem. Novembro estara calor, pensei que elas poderiam (com a baba, claro) descer para a praia.
No entanto, um amigo de um amigo tem um filho que vai casar no interior. E minha mae simplesmente determinou que ela ficara alguns dias com a bebe na praia e outros no interior, mesmo que para isso ela faca a bebe mudar de ambiente duas vezes em duas semanas, e ela tenha que encarar 5 horas de estrada num bebe (des)conforto, para que a minha mae possa ir no casamento.
Meu incomodo comecou ai.
Foram muitas discussoes.
Ja considerei outras opcoes, mas infelizmente nao tenho muitas escolhas alem de deixar com ela, que hoje disse para meu marido: "se a Thais esta assim tao preocupada, pois deixasse de viajar".
Estou despedacada.
Uma viagem que poderia ser maravilhosa, estragada por uma decepcao de nao poder contar com a propria mae... Uma avo que pensa primeiro em si e depois na neta. Que coloca em primeiro lugar seu proprio bem estar, e depois pensa na neta.
Estando la longe, a verdade é que a mim so cabera aceitar as decisoes dela. Posso esgoelar, mas sera feita a vontade da minha mae. Ou de fato nao viajo, ou abaixo a cabeca (de novo) e aguento mais essa da minha mae.
...
Nao venho de familia carinhosa.
Nasci numa familia de classe media alta, sempre estudei em otimos colegios, me formei numa faculdade particular, depois fiz outra tambem particular, depois um MBA.
Sempre morei com conforto. Estudei linguas, fiz cursos no exterior. Nao fui acostumada com marcas de roupas, mas sempre tive do melhor. Meus pais tentaram me educar com os pes no chao e quanto a isso acho que conseguiram.
Mas não recebi o carinho que eu precisava. Sempre me senti muito sozinha, rejeitada, abandonada. Isso no meu intimo, porque exteiormente, sempre adotei a figura bem-resolvida. Quando pequena, meus pais optavam por se divertir eles mesmos no clube, enquanto eu e minha irma perambulavamos sozinhas dentro do clube. Quando adolescentes, nunca tivemos horarios ou limites (acho que ja mencionei que eu era do balacobaco).
Meus pais nunca foram de dizer: eu te amo, boa noite, ou dar beijinhos e abracos.
Sempre foram muito frios e distantes.
Entre eles mesmo, nunca foram de muitas caricias.
Sempre admirei duas mulheres: a mae da minha BFF e minha madrinha. Elas eram bonitas, e sempre tinham tempo para os filhos. Elas tambem trabalhavam, mas passavam algumas tardes com os filhos. Achava o maximo.
Minha mae sempre trabalhou, porque dizia que precisava se realizar profissionalmente. Nunca contribuiu com o $ em casa, e se aposentou no ano que sai de casa para a faculdade.
Escolha dela.
Mas escolhi que eu faria diferente, e tantas vezes me pego pensando: vou fazer diferente. Vou fazer melhor. E beijo e abraco e aperto, e digo que amo, e elogio tanto minha Beatriz. Espero realmente fazer diferente. Espero poder ser uma mae melhor do que a que eu tenho.
Ledo engano o meu acreditar que as pessoas mudam.
Nao, as pessoas nao mudam.
Num mundo cor de rosa e infantil, achei que minha mae poderia ser uma avo maravilhosa (como foi a mae dela comigo), mas vejo que ela continua sendo a mae que eu tive. Uma avo distante, que se preocupa consigo mesma. Para os quatro ventos, anuncia que ama a Be. Mas que forma estranha de amor!
Me restando pouco a fazer, lembro da frase da minha irma: o filho é seu, o ônus é seu.
Engulo seco, e torco para que a Beatriz passe bem esses dias no vai-e-vem. Eu estarei lá, e vou me esforçar sim para aproveitar e curtir o marido, já que não é todo dia que se vai para Dubai. Meu coracao no entanto, estara aqui, em pedacinhos, e meu pensamento com a minha menina, minha princesa, minha amada bebê.

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Convites da Be

Meninas, como ja disse aqui fui eu quem fiz os convites, que estou começando a entregar agora. Não queria uma coisa batida, nem simples demais. Busquei no instagram e acabei encontrando uma moça que faz convites, e ela tinha postado um convite linnnnnnndo, que serviu de inspiração. Colocaria o nome dela aqui, mas nos dias de hoje tenho medo de tentar fazer propaganda para ela e ainda levar um processo por ter copiado a arte.
Procurei pela hashtag #convitescrap e vieram várias ideias.

Comprei na VIP papers papeis A4 rosa pink, A4 preto e um metalizado branco.
Mandei imprimir no metalizado branco um texto com a fonte da disney. Imprimi tres textos em cada A4, e cortei.
As folhas rosa eu dobrei em quatro partes e então colei o texto dentro.
Depois, usando os cortadores, montei com fita banana (dupla face com relevo) a seguinte ordem: mickey sobre redondo bolinha (papel de scrap importado da casa da arte), sobre florzinha rosa (cartolina rosa bebê). Finalizei cada mickey com um strass rosa. (usei o resto do que usei nas letras de MDF, aquela cartelinha autocolante que comprei na casa da arte).
Fiz os laços duplos com fita de cetim e então fui separando montinhos de mickeys, laços e as tiras pretas - na foto original era uma rendinha, mas estava morando na praia e lá não encontrei. Ira na 25 era impossivel, então foi papel preto mesmo -  e tiras de papel zigzag (papel nacional de scrap).
 E assim fui montando, com fita dupla face e cola bastão, cada etapa.
 As fitas eu prendi com cola quente. Os convites ficaram assim:
Para não estragar, ainda coloquei cada um num envelope (comprei em loja de descartaveis) e fechei com um adesivo com o nome de casa convidado.
Aproveitei para fazer um mimo para os convidados bebês, e imprimi embalagens para bolachas de maizena e aguas de côco para os convidados baby.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Alergia

Oi meninas!
Quase um ano desde o nascimento da Be e vou comemorar meu primeiro ano de mamae.
Aprendi demais.
Mudei mais ainda.
Mas ainda mantenho certas coisas rsrsrsrsrsrs No sabado me vi vigiando o sono da Beatriz como uma leoa. Ai, sera que um dia ficarei mais light nas horas de soneca?
Mas entre mortos e feridos, sigo em frente e percebo orgulhosa meus pequenos avancos.
Tem coisas que eu hoje faria tao diferente.
Mas muitas eu faria exatamente igual.
Entao me pego pensando em outro filho, mas logo entrego nas maos Dele, que me abencoou tannnto com minha pequena. Me orgulho demais de ser a ma-mãe dela.
Ontem fui parar no pronto socorro. Ela acordou da sonequinha com duas manchas parecendo queimadura nas batatas da perna.
Me deu um panico....
Queimadura nao era;
Poderia ser alergia - mas a o quê?
Ou alguma dessas doenças: escarlatina, rubeola... sei lá!
Estavamos assistindo a corrida de F1, mas pegamos a malinha dela e corremos para o pronto socorro. Quando fomos mostrar para a medica, a marca estava apenas em uma perna.
Ela rapidamente diagnosticou como urticaria. prescreveu um remedio e quando saimos de la, mandei a foto e um whatsapp para o pediatra. Nao dou medicacao alguma para ela antes do "ok" do pedi. E antes mesmo de ele responder, a manchinha tinha sumido.
Quando voltamos para casa, notei que o repelente de tomada do quarto dela estava com a luz apagada, provavelmente um mau contato, e portanto deve ter sido uma reacao alergica a picada de inseto.
Fiquei muito feliz em perceber que o corpo dela reagiu rapido, e espero que ela tenha herdado do pai a saude de ferro que ele tem. Impressionante como ele cicatriza e cura rapido!
Fora esse susto, esta tudo perfeito e maravilhoso. Ela esta bem, esperta e fanfarrona. Adora um colo, uma farra, adora musica. Qualquer musica que o brinquedo toque, ela comeca a dancar. Do jeito dela, o que é ainda mais fofo rsrsrsrsrs
O dente ainda nao desrosqueou, mas ate que as noites tem sido tranquilas para quem esta aguardando dente. As papas tem seus altos e baixos. Tem dias que come mais, outros menos.
Minha casa continua num caos completo.
A sogra do empreiteiro morreu, e com isso ele nao veio trabalhar por uma semana, o que empelotou tudo.
E o marceneiro me entregou a porta, que ficou pessima. Esta aqui, refazendo o serviço.
Estou escrevendo enquanto eles fazem o maior po, barulho e cheiro em casa.
Como gritar e reclamar nao resolve, respiro fundo e torço para acabar logo.
Viajo em 15 dias e estou correndo atras das coisas da festa da Be.
Os avancos dela nessas semanas foram notaveis. Agora ela aponta para o que quer. Esta na rua, aponta para os cachorros e fala "aia", ja que a irma canina ela chama assim.
Estica o brinquedo que da corda para mim e diz "da,da". Eu dou corda e devolvo para ela. O mesmo para o pote de bolinha de sabao. me esticou e disse "da,da", é para abrir e fazer bolinhas.
Aprendeu a fazer birra.
Ta aprendendo o que é "não". tenho uma mesa com tampo de vidro aqui na sala, basta chegar perto para ouvir um sonoro "nããão". Insiste, mas acaba se afastando.
Esta engatinhando com muita agilidade.
Fica em pé nos móveis.
Mas ainda tem preguiça de andar.
Abre gavetas e portas de armarios, tira tudo de dentro e acha a maior graça.
Está dando o maior trabalho para trocar a fralda. Ficar deitada e imovel não é mais para ela, agora tenho que distrai-la para trocar a fralda. Tem dias que dou o hipoglos, tem dias dou escova de cabelo, perfume..... o que tiver no alcance.
E assim vamos caminhando para o primeiro ano de vida dela.
Parece que foi ontem.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Dente de rosca

Meninas, estou ainda botando a vida em ordem.
Meu cantinho do computador esta em obras ainda, entao estou acampada na sala de jantar. Isso justifica um pouco da minha ausencia... E na semana passada faxinei a casa todaaaa! Fui dormir todos os dias moida!
Colocamos piso frio na casa, o que melhorou bastante a questao da limpeza e manutencao, mas como tiramos as paredes, parece que agora o po circula mais. Alias, parece que ele brota. Ta tudo tao sujo, empoeirado. afffff.
Mas estamos organizando.
na semana passada organizei meu armario de roupas, e faxinamos a casa.
Hoje foi a cozinha e despensa.
E aos poucos os armarios limpos, organizados, vao nos dando tranquilidade e o conforto que tanto senti falta enquanto estava na praia.
Fazem duas semanas (antes da gente voltar) que o dente de cima da Be quer nascer.
Os de baixo vieram tranquilos: o primeiro foi uma noite em que ela chorou muito. Amanheceu e estava o branquinho lá.
O segundo nasceu na soneca da tarde.
Entao ela esta com dois embaixo e nenhum em cima. Ou seja: a gengiva de cima esta inchada e quando ela mastiga, os dentinhos de baixo machucam a gengiva de cima. Doi.
Ha duas semanas atras ela acordou gritando. aaaaaaaah. passou a manha gritando e eu (que mãe má) achando que era birra. Na hora do almoco, fiz um papá delicia. Arroz, feijao, carninha e pure de legume. Tudo amassadinho. Temperado, morninho. Ela comeu, uma, na segunda, comecou a hurrar. Se chacoalhava no cadeirao, tipo aquelas birras mesmo. Foi quando me dei conta que era o tal dente.
Nessas duas semanas parei de oferecer comidinha, voltei para a papa tipo sopa. Tudo junto, batidinho, nada de pedaços. Mesmo assim, tem dias em que ela nao quer comer.
Reduziu a quantidade, vem comendo menos. Ela comia 2 papinhas do pote pequeno mais um pote de sobremesa. Esta comendo quase um pote de cada. Isso quando come bem.
Na sexta, nao quis comer NADA na jantinha.
Tem ocorrido noites boas e noites pessimas.
Nesse sabado, ficou acordada 2,5h. Tentei no berco, no colo, de todos os jeitos. Depois de mais de duas horas, recorri ao alivium, e ela dormiu. Era dor mesmo.
Esse dente deve ser de rosca mesmo.